domingo, 5 de março de 2017

"A problemática do feminismo": um esforço do patriarcado negro.

Com tanto assunto para abordar os africanistas MAIS DECLARADAMENTE MISÓGINOS QUE CONHEÇO VAO DAR PALESTRA SOBRE: "a problemática do feminismo"

Ou seja: homens que nem a porcaria da própria louça e cuecas lavam, querem a todos custo usar a pseudo mitologia africana para instrumentalizar mulheres africanas a se manterem servas e culpabilizadas das agressões que sofrem por parte dos homens.

Quando pessoas que se auto intitulam "africanos de pensamento livre" ou de revolucionários anti imperialismo querem manter firmes as correntes que atrasam e asfixiam o desenvolvimento e prosperidade da mulher africana é visível o quanto o patriarcado negro só difere do patriarcado branco na cor, pois misóginos nascidos XY são todos o mesmo lixo. Uns indivíduo piores ou melhores que outros, mas a misoginia sem fim.

Daí que uma mulher que se limita a lutar contra o racismo enquanto desdenha a importância do feminismo só porque o feminismo mainstream é dominado por mulheres brancas (irremediavelmente racistas, já que o racismo não é uma questão de sentimentos e sim de estrutura sócio-económica) ao aliar-se aos homens  escolhe somente entre o mau e o ruim. Tolerar, suportar, aguentar misoginia é mais do mesmo. O contrário também se aplica (optar pelo feminismo mainstream).

É imperativo a mulher africana assim como as negras e mestiças da diáspora perceberem que a opressão é dupla. O próximo não é escolher a dor mais aceitável do ponto de vista individual mas sim, de cortar pela raiz aquilo que retroalimenta o processo de exploração de que somos alvos. Contudo não se iludam, mulheres negras exploram mulheres negras. Podem acusar a reprodução de afromisoginia como factor principal, mas é mais do que a obrigação as pessoas quando têm conhecimento das coisas o colocarem em práticas, pois se não, só passa de mimimi barato.

Exemplo disso são mulheres que levantam bandeira de: unidas somos mais fortes, mais preferem investir o seu dinheiro em homens ou em pessoas brancas. Porque no final das contas é tudo uma questão económica, é tudo uma questão de ter capacidade financeira, é tudo uma questão de sobrevivência, mas por medo e auto-ódio, oprimidos preferem se aliar aos opressores, na pior das hipóteses é o único remédio, se existe algo muito particular que instiga a esse comportamento é a inveja, afinal, porquê pagar por serviços, produtos, etc, a uma mulher "igual" se isso só a vai beneficiar?!?! Quanto mais fiado, batimento, desconto, "melhor" e não é por falta de dinheiro, é avareza mesmo.

Enquanto isso o patriarcado aplaude e o patriarcas negros vão fazer de tudo para instrumentalizar mulheres africanas mantendo reféns os seus úteros, para se reerguerem contra os patriarcas brancos em número e com o racismo como escudo

Enfim.

#morteaopatriarcado
#semconscienciasomadaçãonãohamudança

Sem comentários:

Enviar um comentário